skip to Main Content
Área de utilizador

Congresso de doenças cardiovasculares da Sociedade Espanhola de Cardiologia

Três dias de intenso congresso, com mais de 140 sessões e cerca de 1.000 comunicações nos quais participaram mais de 4000 inscritos

O Congresso de Doenças Cardiovasculares da Sociedade Espanhola de Cardiologia (SEC), escolheu como sede para 2018 a cidade de Sevilha. Decorreu entre os dias 25 e 27 de Outubro e foi uma oportunidade para compartilhar experiências e fortalecer as relações entre colegas de diversas especialidades, como cardiologistas, médicos de família, investigadores, internistas e epidemiologistas.  Foram três dias de intenso congresso, com mais de 140 sessões e cerca de 1.000 comunicações, nos quais participaram mais de 4000 inscritos. O programa também incluiu grandes sessões de revisão dos últimos avanços em medicina cardiovascular e numerosas sessões práticas e participativas, destinadas a grupos menores em que, através da apresentação de casos clínicos, do uso de sistemas interativos, competições, simulação avançada, se ofereceu um treino diretamente aplicável à prática clínica diária.

A Sociedade Portuguesa de Cardiologia participou ativamente no programa do congresso através de uma sessão conjunta com SEC intitulada “Manejo e prognóstico na cardiopatia isquémica. O que há de novo?”. Nesta mesa redonda foram palestrantes o Presidente da SPC, Prof. João Morais, que abordou o tema: “Avaliação e implicações prognósticas do miocárdio em risco após síndrome coronariana aguda” e o Dr. Jorge Mimoso que apresentou o tema: “Manejo e prognóstico da síndrome coronariana aguda sem supradesnivelamento de ST”.

Foram ainda abordadas as estratégias de revascularização nos doentes com enfarte agudo do miocárdio sem supra de ST, realçando a importância da avaliação do risco isquémico e a decisão sobre a precocidade da avaliação da anatomia coronária e a sua relevância no prognóstico a longo prazo. Foi analisada a importância da avaliação da viabildade miocárdica após Enfarte Agudo do Miocárdio e o seu valor prognóstico. Por último, debateram-se os aspetos diferenciadores no manejo da insuficiência cardíaca em doentes com cardiopatia isquémica.

A delegação da SPC participou ainda na cerimónia de lançamento das comemorações do 75º aniversário da SEC, na qual foi projetado o logotipo comemorativo na Torre do Ouro em Sevilha. Este intercâmbio entre a Cardiologia Portuguesa e Espanhola pode incrementar a partilha de experiências em diversas áreas da Cardiologia e, de um modo mais vasto, expandir a ligação à comunidade latino-americana de Cardiologia.

Back To Top
Quero ser Sócio