skip to Main Content
Área de utilizador

Registo nacional de Miocardiopatia Arritmogénica Ventricular Direita

A Miocardiopatia Arritmogénica é uma doença hereditária causada por mutações dos genes dos desmossomas e caracterizada pela substituição do miocárdio por tecido fibroso ou fibroadiposo. Embora primeiramente reconhecida como uma doença do ventrículo direito, sabe-se hoje que o seu espectro clínico é variável, estando descritas formas com envolvimento biventricular ou predominante do ventrículo esquerdo. É uma doença rara, mas com grande impacto prognóstico, sendo uma importante causa de morte súbita em idade jovem, nomeadamente nos jovens atletas.
A baixa prevalência (estimada em 1 em cada 5000), a penetrância incompleta e a expressividade variável da doença dificultam o seu diagnóstico, já de si complexo, atualmente baseado nos critérios revistos pela Task Force em 2010. É, por este motivo, necessário promover uma maior sensibilização para o diagnóstico desta miocardiopatia.
Por outro lado, muitas questões permanecem por resolver relacionadas com o diagnóstico, estratificação do risco de morte súbita e tratamento desta miocardiopatia rara, impondo-se a necessidade de um conhecimento mais aprofundado sobre a doença. O conhecimento sobre a realidade nacional da Miocardiopatia Arritmogénica também é escasso.
Por estes motivos o Grupo de Estudos das Doenças do Miocárdio e Pericárdio da Sociedade Portuguesa de Cardiologia criou o Registo Nacional de Miocardiopatia Arritmogénica do Ventrículo Direito.
Contamos com a colaboração de todos os investigadores para conhecermos a realidade da Miocardiopatia Arritmogénica em Portugal e esperamos que este registo contribua para melhorar o conhecimento científico sobre esta doença.

Olga Azevedo

COMISSÃO COORDENADORA:

Olga Azevedo
Luís Lopes
Emanuel Correia
Nuno Marques
Rui Candeias

Back To Top
Quero ser Sócio