American College of Cardiology distingue Prof. Fausto Pinto com o International Service Award 2019, por proposta da Sociedade Portuguesa de Cardiologia

O International Service Award 2019, uma distinção criada pelo American College of Cardiology (ACC), tem como objetivo distinguir e premiar a contribuição para progresso da medicina cardiovascular. Este ano, a Cardiologia nacional está de parabéns: pela primeira vez, um português é agraciado com tal distinção, o «que enche a Cardiologia nacional de orgulho», assim reage o Prof. João Morais, presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia.

O homenageado, Prof. Fausto Pinto, partilha que recebe esta distinção com imensa satisfação, acrescentado que o reconhecimento pelos pares é sempre muito gratificante. «É, naturalmente, uma grande honra, que estendo à minha equipa e à minha instituição, assim como à Cardiologia portuguesa, que tem uma reconhecimento e grande credibilidade a nível nacional e internacional, para o qual tem contribuído a Sociedade Portuguesa de Cardiologia.»

Este prémio, como relembra o Prof. João Morais, «nasce de uma iniciativa da antiga direção, presidida pelo Dr. Miguel Mendes, no âmbito da qual foi criado o Chapter do ACC em Portugal, e do qual o ex-presidente é agora governador. Sabendo que o ACC todos os anos distingue personalidades que dão um grande contributo para a medicina cardiovascular fora dos Estados Unidos, a opinião foi unânime em propor o Prof. Fausto Pinto para esta distinção, pois é uma figura relevante e que tem tido um papel extraordinário em termos de organização e dinamização da cardiologia europeia.»

«O caminho que percorremos juntos desde então foi muito desafiante», partilha o Prof. João Morais. «Desde a recolha de apoios à candidatura, até ao contacto com Sociedades e Instituições Europeias, reunimos todos os esforços para que esta distinção fosse uma realidade, o que nos enche a todos de um imenso orgulho.» conclui sem esconder a satisfação.

Nas palavras do governador do ACC Português, Dr. Miguel Mendes, esta candidatura foi o resultado de muito esforço, mas com um resultado que não se poderia esperar diferente, já que «a candidatura do Prof. Fausto Pinto a este prémio era virtualmente imbatível no mundo, devido à excelência da sua dedicação à causa da promoção da Cardiologia e da Medicina Cardiovascular.» Para o governador do Chapter português, «esta distinção é uma grande satisfação, sobretudo por ver reconhecido um Fellow do ACC que integra o Chapter português, como tendo realizado um trabalho notável, durante quase duas décadas, melhorando os cuidados e unindo a Cardiologia do mundo inteiro».

Se dúvidas houvesse quanto ao mérito do Prof. Fausto Pinto, e que esteve na base desta conquista, para o governador do ACC Português, Dr. Miguel Mendes, «o Prof. Fausto Pinto percorreu o mundo nas duas últimas décadas, divulgando a visão europeia da medicina cardiovascular, como lhe competia, elevando os standards dos cuidados em todo o planeta e promovendo o estudo e a investigação nesta área. A sua personalidade motivadora e agregadora, bem como os projetos que liderou, foram uma grande inspiração para muitos, em particular para os jovens cardiologistas, para quem é um exemplo excecional.»

Quanto à promoção, internacionalização e visibilidade da Cardiologia nacional, para Miguel Mendes esta «fica em evidência por ter tido um contributo importante na educação e no treino de um vulto da Cardiologia internacional e por ter conseguido reunir os apoios necessários para submeter a candidatura num curtíssimo espaço de tempo. Estes apoios vieram dos quatro cantos do mundo, com ênfase especial da Sociedade Brasileira de Cardiologia, que logo na primeira hora deu uma resposta entusiástica ao nosso desafio para o apoiar.»

Por fim, uma vez mais, o Prof. João Morais reforça o papel e força da Cardiologia nacional que vê, pela primeira vez, um português a ser destacado com uma distinção desta natureza. «O Prof. Fausto Pinto é uma figura de relevo no mundo da Cardiologia e, por isso, a Cardiologia nacional só pode estar muito vaidosa com esta distinção.»

Para o Presidente do ACC, Michael Valentine, assim se resume os motivos de tal distinção: «A dedicação do Prof. Fausto Pinto para melhorar a saúde cardiovascular e os cuidados médicos é a prova da sua experiência e profissionalismo.»

E quanto ao futuro, Prof. Fausto Pinto, o que podemos esperar? «Em termos pessoais, apenas posso dizer que continuarei a dar o meu melhor no dia a dia, quer dentro, como fora de portas, no âmbito das várias posições que ocupo atualmente. Em termos médicos e científicos, a área cardiovascular é aquela onde se tem verificado um notável avanço no conhecimento, com tradução direta na qualidade e esperança de vida das populações.»

O American College of Cardiology é promotor de um mundo onde a inovação, a formação e o conhecimento possam ser a base de uma otimização dos cuidados cardiovasculares. Conta com uma comunidade de mais de 52 mil membros e é, por isso, o primeiro a reconhecer e a credenciar os profissionais que competem por uma medicina cardiovascular de excelência.

O Prof. Fausto Pinto será reconhecido durante a ACC Convocation, Inauguration and Awards Ceremony, que decorre no dia 18 de março, por ocasião da 68.ª Sessão Científica Anual do ACC, em Nova Orleães, EUA.

Outras Notícias
Artigos Revista SPC