Resposta da Sociedade Portuguesa de Cardiologia à Philip Morris International

Em Março de 2019, um conjunto de sociedades científicas Nacionais publicou um documento conjunto, tomando posição sobre os produtos de tabaco aquecido. Na sequência da publicação deste documento, a Sociedade Portuguesa de Cardiologia foi contactada pela Tabaqueira, na qualidade de subsidiária em Portugal da Philip Morris International (PMI). Este contacto, incluiu uma carta assinada pelo Director Científico da PMI, colocando em causa algumas das afirmações do documento conjunto das Sociedades Científicas Nacionais, com base numa longa lista de referências científicas . Nesse contexto, foi pedido ao Gabinete de Estudos da Sociedade Portuguesa de Cardiologia que fizesse uma revisão crítica da evidência existente nesta área, com o objectivo de fundamentar futuras tomadas de posição da SPC sobre o tema. Com base nesse documento, foi enviada a seguinte carta-resposta para a PMI.
Outras Notícias
Artigos Revista SPC