Vídeos Educativos SPC: Já está online a plataforma «Educar com o coração»

Resultado de uma parceria entre a Sociedade Portuguesa de Cardiologia e a Danone, efetivada com o objetivo de promover estilos de vida saudáveis, arrancou no dia  26 de abril  o site “Educar com o coração”, através do qual os sócios da SPC e o público em geral poderão usufruir de vídeos didáticos sobre as principais patologias cardiovasculares.

 

Esta ferramenta vem dar resposta ao propósito de educação para a saúde cardiovascular, defendida pelas duas instituições. “Com esta parceria, a Danone quer ir mais longe neste mesmo propósito, aliando-se à Sociedade Portuguesa de Cardiologia na promoção educativa da saúde e bem-estar da população portuguesa, promovendo o desenvolvimento de um website com conteúdos didáticos sobre as principais patologias cardiovasculares”, confirma Stijn Vandervorst, Country Manager da Danone Portugal.

 

"O objetivo é sermos atrativos para o público, na medida em que, muitas vezes, as mensagens já não chegam ao público-alvo porque estão gastas. Por isso mesmo, é preciso saber aproveitar as características comunicacionais do mundo de hoje e é isso que vamos fazer", concretiza o Prof. João Morais, presidente da SPC.

 

Nos próximos meses, esta plataforma irá ser populada de vídeos animados que já estão em fase de produção e que visam explicar à população em geral algumas das doenças e fatores de risco cardiovascular. Os vídeos animados são protagonizados pela mascote Tik Tak e irão abordar os seguintes temas: fatores de risco cardiovascular; enfarte do miocárdio, fibrilhação auricular, insuficiência cardíaca, morte súbita, angina de peito, AVC, estenose aórtica, miocardiopatia hipertrófica; pacemaker; CDI; ablação, angioplastia, CABG e TAVI.

 

De acordo com a SPC, “esta é uma ferramenta realmente inovadora e que fará a diferença junto de doentes e familiares, até porque até à data não existia uma galeria de vídeos animados, em português, que ensinasse sobre a doença cardiovascular”. Ou seja, na prática, "estamos a pensar nas pessoas e não em doentes, pelo que o público-alvo desta iniciativa são todos os portugueses", conclui o Prof. João Morais.

 

Consulte a página "Educar com o Coração", aqui.

 

Outras Notícias
Artigos Revista SPC